PLASTICONEWS PRIMEIRO A SABER
Negócios

Vai faltar HE 150 – Braskem reduz para metade uso da capacidade de produção no Brasil após enchentes no RS

Empresa teve que paralisar o polo petroquímico de Triunfo (RS) em meio ao cenário de calamidade

A Braskem reduziu o uso de sua capacidade de produção no Brasil de cerca de 75% para aproximadamente 50% após ser forçada a paralisar o polo petroquímico de Triunfo (RS) em meio às enchentes históricas que deixaram o Estado debaixo d’água nos últimos dias.

O diretor financeiro da Braskem, Pedro Freitas, afirmou em entrevista a jornalistas que o principal produto da empresa em Triunfo que não pode ter a produção transferida para outras instalações no Brasil é o polipropileno verde, que teve sua capacidade ampliada em 30% no ano passado.

Para os clientes a Braskem já informou desde o dia três de maio que pararia a fábrica de Triunfo especialmente por questões de segurança. Veja mais abaixo a íntegra do comunicado.

Além do “I’m green”, o polietileno de fonte renovável e que terá sua produção prejudicada, outros grades também sofrerá escassez como é caso do HE 150.

A resina HE150 é um Polietileno de Alta Densidade especialmente desenvolvido para o processo e
extrusão de monofilamentos. Aplicado para extrusão de estruturas orientadas, apresentando um
bom balanço entre processabilidade, fiabilidade e estirabilidade, além de baixíssimo nível de gel.
Excelente compatibilidade para blendas com PEBDL, principalmente em filmes que focam
aumento de rigidez e barreira a gorduras. Aditivada com agente de processamento e
antioxidante, esclarece a Ficha Técnica do produto.

As alternativas pode ser o AC 59 da própria Braskem ou o 2050B e o XB 81841.95 da DOW. Ele é também utilizado para diversas outras aplicações de embalagens plásticas. Outros grades que estão na lista: TN7006, PB681/59, PRB 0131, SLH218, TS7006, GM9450F, GM9450M e PRB 0131.

“Não temos perspectiva firme de retomada (da produção em Triunfo). As plantas não foram afetadas diretamente pelas enchentes, mas para produzir precisamos de logística de pessoas e de produtos e acesso a terminal acreditando que a paralisação não deve ser de além de três meses. Não vemos cenário de falta de polietileno e polipropileno porque temos capacidade em outras regiões. Mas tem o impacto na demanda… A demanda pelas resinas no Estado foi afetada”, afirmou Pedro Freitas, Diretor Financeiro da Braskem.

Veja o comunicado na íntegra:

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios